sábado, 27 de outubro de 2012

Semeando novas folhas # 1

Esse é o primeiro post da coluna ¨Semeando novas folhas", no qual vocês vão conhecer os textos da Thamii que falei aqui.

Boa leitura e comentem!

Conto: O Gato e o Novelo

Era um gato quase da cor ouro velho, com manchas cinzas e olhos amarelados. Ele era dono de si, e numa perspicácia valente dominava por onde passava além de sua casa.
Arisco, feroz, gentil, dócil, ele se erguia entre os móveis e sofás.

Seu andar , era como um aviso prévio de conquista certa . Ele nunca se deixava levar por ninguém, muitos menos  para os outros, só ia quando queria!
Vontade própria  era sua marca, visto que sua preguiça de esforço era gritante, o exagero lhe dava  um desânimo continuo.
Misterioso, ele se escondia pelos cantos, aparecendo na hora em que ninguém podia esperar, dando um salto mortal e concreto, mostrando sua vitalidade ou, talvez, preponderância.
Em brigas era muito inteligente, devagar ele avançava como quem daria um bote sem escapatória. Suas garras afiadas, feriam aqueles que o perturbavam - e se ele o atacar sem motivos aparentes , nunca duvide de suas razões , pois, cada um sabe de si-.
Ele tinha sete vidas multiplicadas  por setecentos e setenta e sete , uma infinidade de indas e vindas ... Melancólico, solitário... Seu escuro tinha aparência, aguçada por sinal .
Mas, em seu novelo tinha sua submissão, enrolava-se, virava-se com desatino. Como mãos que fincavam, ele se deixava capturar.

 ... Partia para cima e cada vez mais não sabia onde se meteu, porém , permanecia firme e altivo, erguido como sempre .
Intrigante, verdadeiramente  incompreensível.

Eu sou o gato .

E o novelo, são os meus amores ...Tão envolventes e  confusos ...

Contudo, o gato caça o rato numa brincadeira e sarcasmo mútuo, gatos conseguem o que querem na velocidade de seu ritmo, para os árduos é quase um insulto .
Gatos... Românticos são, e muito mais... astutos.

(Por Thamii de Óliver.)

Nenhum comentário:

Postar um comentário