terça-feira, 17 de março de 2015

Primeiras Impressões #8


Embora não seja feriado no Brasil e muita gente não saiba o significado, hoje é celebrado em muitos lugares o "St. Patrick's Day".
Para quem não sabe, o dia na verdade é um feriado religioso; São Patrício foi responsável por trazer o cristianismo de volta à Irlanda e ele usou o trevo de três folhas para representar a Santíssima Trindade: Deus, do Filho e do Espírito Santo.

O dia 17 de março é comemorado pelo mundo a fora como o dia de São Patrício e, para comemorar a data, o "Primeiras Impressões" de hoje traz algumas capas de livros verdes. =)

Livro: A namorada do meu amigo

Autora: Graciela Mayrink

Editora: Novo Conceito

Primeiras Impressões:

Sabe quando você começa a ler o primeiro capítulo e já se apaixona? Foi assim com "A Namorada do Meu Amigo". Me encantei com a história e o livro entrou na lista de desejados!



Livro: E se fosse verdade

Autor: Marc Levy

Editora: Suma de Letras

Primeiras Impressões:

Ok, eu confesso que esse livro entrou na lista quando vi o filme, mas ler o primeiro capítulo já me fez perceber que o livro tem muito mais história (como sempre, o livro deve ser melhor que o filme) e eu fiquei com muita vontade de ler.


Livro: Aprendiz por Acaso


Autora: Vikas Swarup

Editora: Paralela (Companhia das Letras)

Primeiras Impressões:

Sou apaixonada por livros que retratam outras culturas (é uma forma de conhecer um pouco mais do mundo sem sair do lugar!) e o primeiro capítulo de "Aprendiz por Acaso" não podia ser mais perfeito nesse quesito. Já anotei na lista de desejados!

E você, tem algum livro de capa verde para indicar?

Boa leitura!

sexta-feira, 9 de janeiro de 2015

Resenha: Batendo à porta do céu

Antes de falar qualquer coisa, eu tenho que confessar que a diagramação desse livro é linda! Confissão feita, agora posso falar que tive a oportunidade de ler "Batendo à porta do céu" através de um booktour feito pela Editora Biruta. =)

Batendo à porta do céu

Autor: Jordi Sierra i Fabra

Editora: Biruta

Sinopse:

Ir trabalhar como voluntária em um hospital num país distante não é uma decisão fácil. Ainda assim, foi a escolha de Sílvia, uma jovem espanhola, estudante de medicina, que vai para a Índia. Além de se deparar com uma realidade muito diferente da sua, é colocada diante de situações extremas e conhece pessoas que se tornarão muito especiais. É uma experiência que muda sua vida e seu modo de pensar.

Resenha:

No prefácio somos introduzidos rapidamente à Índia e as suas religiões; como sou apaixonada por livros que retratam outras culturas, quando li o prefácio de "Batendo à porta do céu" já sabia que ia me apaixonar.

"Não somos capazes de entender a Índia, é impossível, são muitos contrastes. Nós a amamos, e isso basta. Mas suponho que é isso que a torna algo vivo, mágico. Tudo o que for dito a favor ou contra é verdadeiro."

No livro conhecemos a história de Silvia, que é a bonita filha de dois conceituados médicos em Barcelona e que deseja ser muito mais do que isso. Ela faz medicina, por ser sua paixão, e decide ser voluntária no RHT (Rural Hospital Trust) na Índia. A partir daí começa uma história que não pode ser julgada com olhos ocidentais, onde os personagens se descobrem, mudam, amam e deixam muita saudade no final.

Resumindo: A história é uma mistura de contrastes, beleza e amor.
Para ler quando quiser se encantar.